fbpx

O Guia Definitivo dos aplicativos de delivery

Os aplicativos de delivery são uma febre mundial, cada vez com mais adeptos ao redor do mundo todo. A fama se deve, é claro, por serem mais práticos, seguros e bem fáceis de usar.

Aqui no Brasil, um dos primeiros apps de delivery que ficou popular foi o iFood, em meados de 2011. Mas afinal, como funciona o pagamento para os entregadores? Continue lendo para descobrir!

Guia dos aplicativos de delivery

Guia dos aplicativos de delivery

Com mais de 2 milhões de usuários, o iFood é um dos aplicativos de delivery mais usados aqui no Brasil. O seu sucesso foi tão grande que abriu as portas para outros aplicativos de delivery surgirem, como o Rappi e Uber Eats, por exemplo.

De acordo com uma pesquisa, o mercado de aplicativos de delivery cresce cerca de 20% ao ano aqui no país e 12% no resto do mundo. Ainda mais após a pandemia, esses aplicativos de delivery estão em um dos períodos de maior demanda.

Um dos benefícios, é o fato do cliente poder optar em pagar tanto com cartão de crédito, débito, vale refeição e até mesmo a vista. Sem dúvidas, um dos pontos altos dos aplicativos de delivery é facilitar as formas de pagamento.

Por outro lado, há muitas pessoas que optam por atuar como entregador em um desses aplicativos de delivery. No entanto, muitos ainda tem dúvidas sobre como funciona o pagamento para os entregadores nesses aplicativos de delivery.

Bem, se você também partilha dessa mesma dúvida sobre o assunto, então veja logo abaixo como é feito o pagamento para os entregadores dos aplicativos de delivery!

1. iFood:

Como dito acima, o iFood é um dos aplicativos mais usados aqui no Brasil. Porém, também tornou-se uma opção de renda para quem deseja ganhar um dinheiro extra como entregador.

Após surgir o iFood, vários outros aplicativos de delivery também foram criados. No entanto, o iFood continua sendo o mais famoso e mais usado entre esses aplicativos de delivery.

Para isso, basta fazer o download do app iFood para Entregadores e fazer o seu cadastro. Feito isso, já poderá trabalhar de forma autônoma ou vincular-se a algum estabelecimento e ainda poderá trabalhar de moto, carro ou até bike.

Então, o entregador deverá informar por onde quer receber o seu pagamento na plataforma. O iFood realiza os repasses a cada semana nessa conta bancária que o entregador cadastrou.

O valor das entregas é calculado de segunda-feira até domingo, e o entregador recebe na quarta-feira seguinte, até às 20h no máximo. Caso seja feriado, então o repasse será feito no próximo dia seguinte.

A maior parte dos aplicativos de delivery fazem o repasse desse jeito, por ser mais fácil.

2. Uber Eats:

O Uber mudou a forma como as pessoas vão de um lugar para o outro. Devido tanto ao seu sucesso, quanto a demanda por aplicativo de delivery, surgiu então o seu braço direito, Uber Eats.

Assim como o iFood, o Uber Eats é um dos aplicativos de delivery mais famosos e há muitas pessoas que decidem trabalhar nessa plataforma. Também é possível usar motos, carros bikes e até mesmo patinetes para a entrega.

Ao contrário da maioria dos outros aplicativos de delivery, o Uber Eats tem três métodos de pagamentos, que são os seguintes:

Quando o cliente paga na entrega:

É normal que muitos usuários de apps de delivery optem por pagar em dinheiro no momento da entrega. Quando isso ocorre, o entregador ficará com o pagamento total, pois não há como o app descontar a sua taxa.

No entanto, quando houver um próximo pedido por cartão, então o app irá descontar a taxa do pedido anterior e a do novo. Isso acontece nos aplicativos de delivery cujo pagamento é em dinheiro.

Pagamento a cada 7 dias:

Assim como Uber, os aplicativos de delivery também têm um método de pagamento bem parecido. A empresa, de modo geral, prefere fazer o pagamento de seus entregadores a cada 7 dias.

Dessa forma, os pagamentos por semana funcionam da seguinte maneira: o entregador vai acumulando as suas entregas até a próxima segunda-feira às 4h. Entre segunda e quarta os pagamentos são processados, e na quarta-feira, receberá o pagamento na conta bancária que informou.

Muitos aplicativos de delivery optam por fazer o pagamento de seus entregadores desse modo. Porém, vale notar que os pagamentos são feitos apenas em dias úteis da semana, durante feriados e finais de semana não são feitos pagamento.

3. Rappi:

Rappi é mais um dos apps de delivery que milhares de pessoas usam e outras preferem trabalhar. Assim como nos outros aplicativos de delivery, o ganho do entregador é de acordo com a quantidade de entregas que fez.

O valor que irá receber corresponde ao preço integral cobrado no frete da entrega. E, além disso, a Rappi também trabalha com valor de entrega que varia conforme uma série de fatores que influenciam o ganho das entregas, tais como:

  • Dia da semana;
  • Horas de pico;
  • Zona;
  • Clima;
  • Complexidade do pedido;
  • Distância do pedido.

Esse é um dos apps de delivery que não tem um limite de entrega diário, ou seja, o entregador poderá fazer quantas entregas quiser e, como resultado, receber mais. Quanto a remuneração, há apenas duas opções de remuneração para o entregador.

Ele poderá optar por receber apenas uma vez ao mês, sendo na primeira quarta-feira feira do mês seguinte. Ou então, caso prefira, ele poderá receber toda semana, mas terá que pagar uma taxa de 1,99% do total, mais R$ 8 pela transferência.

Conclusão, vale a pena trabalhar com aplicativos de delivery?

Como você pôde ver, os aplicativos de delivery são muito usados por milhares de pessoas, não só no Brasil, mas ao redor do mundo todo. Devido a todas as vantagens e comodidades que oferecem.

Porém, esses apps de delivery também são uma forma de garantir uma renda extra, trabalhando como entregador. Por fim, esse conteúdo foi útil para você? Ainda tem alguma dúvida sobre? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Posts em destaque
Menu